Treinamento funcional e seus benefícios

Como evitar as cãibras durante o treino?
agosto 30, 2017
Dicas de alimentos para se consumir no pré-treino
outubro 28, 2017
Exibir tudo

Treinamento funcional e seus benefícios

Você provavelmente já ouviu falar sobre treinamento funcional em sua academia. Essa modalidade consiste em exercícios que trabalham os músculos que o ajudam a realizar as tarefas diárias com segurança e eficiência, para manter ou melhorar a sua qualidade de vida. Caso esteja se perguntando se esse tipo de exercício é adequado para você, esse texto traz algumas informações para ajudá-lo na decisão.

O que é o treinamento funcional?

 

O treinamento funcional simula os movimentos básicos que você usa ao longo do dia em casa, no trabalho ou na prática de esportes. Ou seja, treina os seus músculos para prepará-los para as tarefas diárias, como carregar mantimentos, pular, puxar ou empurrar objetos, brincar com seus filhos, etc., tornando a sua execução mais fácil e segura.

Um dos exercícios mais comuns, que podemos utilizar como exemplo de treinamento funcional, é o agachamento. O movimento do agachamento (seja com peso corporal, barra ou halteres) treina os mesmos músculos que você usa quando levanta ou senta em uma cadeira. Ao treinar os músculos para trabalhar do jeito que eles fazem nas tarefas diárias, você prepara o seu corpo para se comportar bem em uma variedade de situações comuns.

 

Quais são os benefícios do treinamento funcional?

 

Um dos muitos benefícios do treinamento funcional é que, por simular os movimentos diários do corpo, ele pode ser praticado em qualquer lugar. No entanto, muitas academias oferecem aulas de treinamento funcional ou incorporam os movimentos do funcional em outras aulas, por causa dos benefícios que esses exercícios podem oferecer para cada indivíduo.

Todos os exercícios do funcional trabalham o CORE (centro de força do corpo) – o qual inclui os músculos do abdômen, dos quadris e da região lombar –, logo ajudam na estabilização da coluna vertebral e na definição da barriga. Como o foco dessa modalidade é trabalhar os músculos de forma global, o perigo de sobrecarregar uma ou outra parte do corpo e de se machucar é menor. Entretanto, como em qualquer atividade física, é necessário respeitar os limites do seu corpo e seguir a orientação de um profissional capacitado.

Os exercícios funcionais geralmente envolvem múltiplas articulações e numerosos músculos, para que possam melhorar o equilíbrio, a agilidade, a flexibilidade, o condicionamento físico, a resistência, a força muscular e a redução do risco de queda em pessoas mais velhas. Outros benefícios são a melhoria cardiovascular, a redução do percentual de gordura (gasto médio de até 800 calorias em uma hora de aula), o emagrecimento e a definição muscular.

Diferentemente da musculação, o treinamento funcional tira a pessoa dos movimentos mecânicos e eixos definidos ou isolados. A musculatura profunda é trabalhada com exercícios que utilizam acessórios como elásticos, cordas, bolas, cones, discos e hastes.

Outro grande benefício é que a atividade, quando praticada em escala moderada a vigorosa, permite ajudar as pessoas a dormir melhor, mesmo que sofram de insônia ou outros distúrbios do sono.

Uma boa noite de sono traz uma ampla gama de benefícios, como sentir-se mais alerta durante o dia, ter um sistema imunológico mais forte e ser mais produtivo no trabalho e no lar. O sono afeta até mesmo o que você come, de acordo com alguns especialistas – pessoas que possuíam distúrbios relacionados ao sono desejavam maiores quantidades de carboidratos e alimentos gordurosos, e tinham mais desequilíbrios alimentares e deficiências nutricionais do que aqueles que dormiam a quantidade de horas recomendadas por noite.

 

Com que frequência você deve realizar os exercícios?

 

A frequência considerada ideal para essa modalidade é de três vezes por semana.

 

Essa modalidade é adequada para você?

 

Se você não costuma praticar atividades físicas, ou parou de praticar por um tempo, é uma boa ideia verificar com o seu médico antes de iniciar qualquer exercício. No entanto, se você já pratica algum esporte ativamente e sente vontade de experimentar o treinamento funcional, comece inicialmente com os exercícios que usam apenas o seu próprio peso corporal, para criar resistência. A partir disso, você pode adicionar mais resistência ao treino sob a forma de pesos, faixa elástica ou kettlebells, à medida que seu corpo se fortalece.

Por fim, tenha em mente que o foco do treinamento funcional é agregar volume e definição muscular de forma a manter a harmonia estética.

 

Venha experimentar uma aula conosco e descubra se essa modalidade é ideal para você!

 

Referências:

UFCGym. Is Functional Fitness Training Right for You? Disponível em: http://blog.ufcgym.com/is-functional-fitness-training-right-for-you

 UFCGym. 3 Ways Functional Fitness Classes Will Affect Your Everyday Life. Disponível em: http://blog.ufcgym.com/3-ways-functional-fitness-classes-will-affect-your-everyday-life

 Portal da Educação Física. Treinamento Funcional: o que é, seus benefícios, exercícios e um comparativo com a musculação. Disponível em: http://www.educacaofisica.com.br/fitness2/treinamento-funcional-o-que-e-seus-beneficios-exercicios-e-um-comparativo-com-a-musculacao/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *